Assine a newsletter
e receba nossos
conteúdos.

Assine a newsletter

Como escolher o local ideal para a sua Clínica Médica

Tempo de leitura: 6 minutos

Até aqui você já conseguiu entrar na faculdade de Medicina e também já se formou depois de muitos anos de estudo e dedicação. Mas agora é momento de um novo sonho na sua carreira: ter a sua clínica para atender os pacientes! Mas como concretizar esse passo? 

Competência e ampla bagagem técnica você já tem. Hoje em dia, as experiências durante a consulta também são importantes para os pacientes. Eles decidem por permanecer sob os seus cuidados ou até te indicar para outras pessoas dependendo de como se sentiram no consultório.

Por isso, podemos pensar em alguns fatores antes de escolher o local ideal para a sua clínica médica: 

1 – O local que você escolheu é compatível com o público que você quer atender?

O primeiro passo para escolher é entender o perfil de quem você quer prestar serviço. Pode começar observando onde eles moram, qual meio de locomoção usam e entender, mesmo que superficialmente, qual a rotina deles.

Sabendo dessas informações, você pode escolher uma localização estratégica para se encaixar no dia a dia dos seus pacientes. Essa facilidade pode ser um diferencial na hora de te escolherem. 

2 – É um local seguro?

Isso interfere diretamente nas sensações que seu paciente pode sentir durante o processo. Esses sentimentos, que podem ser positivos ou negativos, impactam na fidelização. Portanto, é importante pensar: Qual o índice de violência urbana que o bairro do seu consultório tem?

Instituições de pesquisa divulgam listas com o coeficiente de violência por bairro das cidades brasileiras. Você também pode conversar com outros profissionais que trabalham na mesma região ou ainda com os moradores ao redor da clínica.

Quando falamos de segurança, também falamos de sinalizações de trânsito, como semáforo e faixas de pedestre. Se os seus pacientes usam carro, é possível estacionar na rua? É um ambiente seguro para isso? Tem algum estacionamento próximo para auxiliar nessa parte? Ou tem acesso fácil a outros meios de locomoção?

Tomando esses cuidados durante a escolha, você pode evitar uma desistência provocada pelo medo de chegar ou permanecer na sua clínica.

3 – Qual o custo que você vai ter com esse consultório?

Precisa ter tudo na ponta do lápis para entender se o seu faturamento comporta o custo do consultório.

Se você comprar o espaço, tem um item a menos pra se preocupar no mês a mês. Caso contrário, os gastos vão desde pagamento de aluguel até conta de água, luz, internet e software.  

O ideal é não deixar os custos com a infraestrutura ultrapassarem 30% do seu faturamento. Isso porque existem outras despesas, como impostos, folha de pagamento, comunicação, equipamentos, reparos e imprevistos.

Tendo uma ideia do quanto vai ter que disponibilizar para cada área, você consegue limitar o valor para escolher o espaço ideal para sua clínica médica.

4 – O local está dentro dos padrões da legislação?

Já pensou montar sua clínica em um bairro bom para seus pacientes, criar um ambiente acolhedor, mas estar foras dos padrões exigidos pela lei? É como se faltasse o básico e, por isso, os demais pontos positivos perdem o sentido, não é?

A atualização da Resolução 2.056 , criada pelo conselho Federal de Medicina separa as clínicas em grupos. As exigências mudam em cada um deles:

GRUPO UM – Consultórios que só fazem consultas precisam ter: lençóis, maca, mesa e cadeira para médico e mais duas cadeiras para paciente e acompanhante e pia.

GRUPO DOIS – Clínicas que fazem procedimentos sem sedação. Além dos itens exigidos no grupo 1, esse local precisa ter espaço suficiente para abrigar todos os equipamentos utilizados no dia a dia.  

GRUPO TRÊS – Clínicas que realizam procedimentos invasivos com risco à vida do paciente e que necessitam de sedações leves ou moderadas. Nesse caso, além de acumular as necessidades dos grupos anteriores, também é necessário ter ferramentas de socorro a possíveis complicações.

GRUPO QUATRO: Consultórios com procedimentos que precisam de anestesia com mais sedação. Também é exigido os equipamentos da área e os que podem garantir socorro à vida.

Você pode ser notificado se não cumprir essas regras. Entendendo onde se encaixa, fica mais fácil de saber qual tamanho e disposição de consultório você precisa.

Suas opções não param por aí

Vale lembrar que todos esses tópicos apresentados servem para escolher o próprio consultório, mas também são úteis par avaliar qual coworking médico  mais te agrada.

De forma simples, coworking é um espaço de trabalho compartilhado por vários profissionais com toda a estrutura necessária para exercer suas atividades.

Esse modelo tem crescido cada vez mais. Até 2019, o Brasil registrou quase 1.500 espaços. É um número 25% maior do que 2018. O aumento pode ser explicado pela redução nas despesas que o sistema traz. Isso porque algumas delas são compartilhadas, como internet e estacionamento.

Profissionais independentes costumam trabalhar dessa forma não só pelo custo, mas também pela vontade de criar uma vasta rede de networking.

Esse modelo funciona também para os médicos, ou seja, você pode dividir o seu espaço de trabalho com quem fala a mesma língua que você.

Existem muitos, mas um bom caminho é a Livance, que oferece consultórios inteligentes com acesso a espaços de alto padrão em unidades na cidade de São Paulo, Alphaville e Campinas. As principais facilidades são:

  • Custo varia de acordo com o seu volume de atendimento, ou seja, a despesa é proporcional ao faturamento;
  • Secretária para agendamentos
  • Site personalizado com espaço para agendamentos online
  • Vaga na garagem
  • Acesso os demais coworkings sem custo adicional
  • Você não precisa locar por período
  • Disponibilidade de ferramentas de gestão de clínicas médicas

Potencializando sua clínica

Sendo coworking ou clínica própria, também é interessante complementar seu novo momento da carreira com o Consultório Online. Essa ferramenta ganhou força no início da pandemia da Covid-19, momento em que começamos a evitar aglomerações. Ela possibilita:

  • Agendamento online, forma mais rápida de marcar consultas, uma vez que dispensa as ligações telefônicas;
  • Prontuário eletrônico, facilitando acesso aos dados do paciente e otimizando tempo nas fases de atendimento;
  • Plataforma de teleconsulta, para atender pessoas do Brasil inteiro sem aglomerar e criando a possibilidade de aumentar o número de pacientes.

Agora você já sabe como escolher o local ideal para a sua Clínica Médica e como se destacar nessa nova fase da sua carreira. Quer começar com os dois pés direitos e oferecer todas essas inovações aos seus pacientes? Faça um teste grátis! 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.