Médicos nas redes sociais: Principais exageros

Tempo de leitura: 9 minutos

As redes sociais já fazem parte do cotidiano das pessoas. Facebook, Instagram, Twitter e YouTube não são mais novidades. A inovação está no modo como essas redes são utilizadas.

É fácil perceber que o impacto das redes sociais já atinge as clínicas médicas, principalmente, porque muitos profissionais aderiram a esses canais de comunicação como forma de divulgar o seu trabalho e de consolidar sua marca.

A maior presença dos profissionais nas redes tem como consequência direta o aumento quantitativo das informações disponíveis.

  • Por um lado, isso é positivo para os profissionais, pois se aproximam dos pacientes e para os pacientes, porque encontram informações de qualidade para esclarecer suas dúvidas.
  • Por outro lado, o aumento considerável destes perfis pode ser negativo para os pacientes, já que a tendência é uma queda na qualidade das informações, muitas vezes, com indicações que não deveriam ser generalizadas.

O marketing digital é uma área nova para a grande maioria dos profissionais da saúde; sobretudo, porque a graduação não prepara para o manuseio desses canais de comunicação.

No entanto, os resultados para sua marca, quanto gestor de uma clínica ou quanto profissional liberal, relacionados ao modo como os pacientes recebem suas participações nas redes sociais.

Um profissional da saúde nas redes sociais tem certa autoridade e, por isso, suas publicações podem virar uma regra na vidas das pessoas.

Anotamos os três principais arquétipos dos médicos nas redes sociais para que possamos discutir alguns exageros comuns e como evitá-los.


O Dr. Perfeito

Um dos principais erros dos médicos nas redes sociais é a criação de perfis que influenciam os pacientes a buscar a perfeição.

Nesse caminho, os médicos apresentam um ideal muitas vezes impossível de ser atingido:

  • O corpo perfeito;
  • Alimentos ideais;
  • Produtos indispensáveis;
  • Hábitos insubstituíveis.

Esse padrão de vida é, muitas vezes, defendido e exemplificado pelo próprio profissional, que publica stories no Instagram da escovação dentária matinal (com o que chama de melhor creme dental do mercado) até a hora de dormir.

Durante a rotina diária do profissional, entre um atendimento e outro, as publicações demonstram habilidades atléticas, músculos perfeitos, alimentação correta, etc.

Essas publicações, em um perfil pessoal, para um público específico, não são problemáticas. O erro se constitui quando o médico busca consolidar sua clínica, atingir seus pacientes, com esse tipo de post.

medico redes sociais sistema


É provável que a rotina dos pacientes seja muito diferente do “cotidiano perfeito” apresentado pelo médico. Por isso, a lacuna entre o seguidor da rede social (um cliente em potencial) e o médico pode se transformar em um grande abismo.

A posição de poder do profissional da saúde nas redes sociais pode gerar o seguinte pensamento: “Se ele, que é médico, faz isso, também devo fazer”.

No entanto, há riscos de o paciente buscar atalhos para conquistar o corpo, a saúde e a disposição física apresentadas pelo médico.

Soluções milagrosas como: cremes que solucionam estrias em uma única aplicação; chás que reduzem a zero a gordura corporal; medicamentos “cura-tudo”; etc.

Como evitar

Nunca confunda o orgulho por seus hábitos saudáveis, por seu corpo ou por suas estratégias pessoais com o planejamento do seu negócio e da marca que você quer consolidar no mercado.

Tudo bem se você deseja indicar técnicas de boa alimentação, exercícios físicos ou outras escolhas que você julga positivas para a vida dos seus pacientes. No entanto, tenha cuidado com os excessos e com a criação de ideais.

  • Não sugira um alvo inatingível, porque isso pode distanciar seu paciente da sua clínica. Existe uma diferença significativa entre um médico com bons hábitos e atualizado e o “Dr. Perfeito”.O primeiro cativa seus pacientes e atrai a atenção pelo modo como divulga seu conhecimento. O segundo, por sua vez, assume uma posição distante, idealizada e sobre-humana.
  • Se você não quer os pacientes mal informados, assumindo riscos à própria vida, não ofereça um padrão de saúde a ser seguido. Hábitos saudáveis são importantes, mas devem ser implementados gradualmente.


O
 Dr. Dicionário

Outro erro comum praticado por muitos médicos nas redes sociais é utilizar seus canais de comunicação para, praticamente, dar aulas de medicina.

Há momentos e canais para registro de forma técnica e rebuscada de escrita, mas na comunicação direta com pacientes leigos essa linguagem deve ser evitada.

É sempre importante demonstrar o conhecimento que você e os profissionais da sua clínica têm em relação às doenças e às técnicas, mas, além disso, é importante que o público consiga compreender o que você diz.

Também é importante distinguir os conhecimentos publicados pela sua marca daqueles produzidos pelo senso comum, mas é indispensável considerar que a maioria dos pacientes tem seu conhecimento baseado no senso comum. A partir disso, o ideal é encontrar o equilíbrio ao responder as dúvidas do paciente e ao publicar nas redes sociais.

redes sociais médicos sistema Se você não adaptar a comunicação e o conteúdo, corre o risco de publicar apenas para os profissionais da saúde.

Como evitar:

Para não pecar no nível de linguagem e transformar suas redes sociais em uma sala de aula, fique atento à comunicação e às dúvidas dos seus pacientes. Saiba quais são as principais questões que provocam suas buscas em sites especializados, etc.

Uma excelente ferramenta para conhecer o pensamento dos seus pacientes é a pesquisa de satisfação.

  • Fique atento ao conteúdo e aos indicadores de sua pesquisa e não esqueça que, como já falamos aqui, a caixa de pesquisa de satisfação no corredor não funciona.
  • Você precisa estar próximo ao seu paciente, valorizando as dúvidas expressas por ele e sempre ouvi-lo com atenção. Afinal, mesmo sem saber, um paciente sempre está dando dicas para você aprimorar suas técnicas de atendimento e de comunicação.
  • Valorize seu público e evite expressar um nível exibicionista de conhecimento nas redes sociais. Fale com seu público-alvo sobre aquilo que seus pacientes querem saber.
  • Conheça seu público, planeje sua comunicação e, então, passe conteúdos relevantes! Se você quer responder as dúvidas dos seus potenciais clientes nas redes sociais, faça um levantamento das dúvidas dos seus clientes atuais dentro da sua clínica.  


O Dr. Curandeiro

Calma! Ainda não estamos falando sobre medicina alternativa, sobre homeopatia, sobre religiões ou sobre qualquer outro tema polêmico. Estamos falando sobre uma armadilha que está pronta para atingir qualquer médico que se aventure pelas redes sociais sem ler este texto até o final: as soluções mágicas.

Muitos médicos oferecem soluções mágicas para o excesso de peso, para as dores de cabeça, para problemas digestivos e para tantos outros casos pesquisados na internet.

As redes sociais oferecem um número limitado de caracteres para a escrita de um texto informativo, mas muitos médicos utilizam estes poucos caracteres para dar soluções demasiadamente diretivas. “Gripe? Ingira vitamina C!”; “Febre? Tome paracetamol!”.

Entre tantos outros riscos, uma indicação, por exemplo, de paracetamol pode ser fatal. Você já parou para pensar sobre a alta toxicidade do paracetamol? Seu paciente não sabe sobre o índice terapêutico das substâncias ou sobre os exames físicos necessários para identificar as diferentes fisiopatologias de cefaleias.

médicos redes sociais sistema

Uma publicação precisaria ultrapassar o limite sensato de caracteres de um post de rede social para alcançar todas as variáveis que um atendimento clínico considera antes de fazer a “simples” prescrição de paracetamol.

É importante informar, mas você não deve arriscar prescrições generalistas, como quem oferece uma solução mágica. Se você oferecer uma solução mágica, poderá afastar este cliente em potencial da sua clínica.

Por que o paciente agendaria uma consulta se você mesmo sugerir que determinado sintoma pode ser curado com alguma receita caseira ou com algum medicamento específico?

Pelo contrário, você deve disponibilizar informações relevantes e tratar a Medicina com seriedade. Sempre sugira que o paciente consulte um médico antes de assumir qualquer tratamento. Se a patologia ou a dúvida do paciente for direcionada às especialidades de sua clínica, que este médico seja você ou um associado!

Como evitar:

Não ofereça a solução direta, simples e generalista. Ofereça a possibilidade de o paciente chegar a você o mais rápido possível. Se esse paciente precisa de atenção, sua clínica é o local certo. Então, ofereça a possibilidade de o paciente agendar uma consulta online, poucos cliques após ler a sua publicação informativa.

Afinal, seus seguidores e “curtidores” nas redes sociais já acompanham seu trabalho e, por isso, são clientes em potencial.

  • Para isso, é preciso que você facilite o agendamento das consultas. Quando seu paciente tem uma dúvida e percebe que sua publicação apresentou informações introdutórias e relevantes, o próximo passo é ir até você para esclarecer a dúvida com maior precisão.
  • Se esse paciente quiser agendar uma consulta na sua clínica, o que deve fazer? Esperar sua clínica abrir, fazer uma ligação, esperar a secretaria localizar um horário em sua agenda? Não seria mais interessante o próprio paciente, em poucos cliques, acessar a agenda da sua clínica e escolher o melhor horário? Conecte o mundo real ao digital, tenha este recurso, evite exageros e ofereça a melhor experiência e autoridade ao seu cliente!

 

Sinta a facilidade que você pode ter todos os dias!

P.S: A sua clínica ainda não possui agendamento online?🤭

Experimente agora

 

Leia também nossos eBooks:

Marketing para médicos: Como transformar o Instagram em uma ferramenta poderosa (Clique para baixar)

Novas tecnologias para clínicas médicas: Porque a sua clínica não pode ficar de fora da transformação digital (Clique para baixar)

redes sociais instagram medicotransformação digital tecnologias clínicas consultórios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.