Como fidelizar pacientes digitais?

Tempo de leitura: 6 minutos

O relacionamento entre médico e paciente tem uma base muito sólida: a confiança. É claro que isso não é conquistado da noite para o dia, mas existem algumas técnicas que podem otimizar esse processo. 

Focar na sua reputação no mercado vai favorecer, e muito, a fidelização dos pacientes digitais. Confira nesse texto algumas dicas e explicações que irão melhorar muito o faturamento da sua clínica!

Pacientes digitais: transformação no comportamento do consumidor 

Segundo o estudo chamado Jornada Digital do Paciente, 94% dos 3800 entrevistados afirmaram que usam a internet para se informar sobre sua saúde, sendo que 70% deles fazem a pesquisa antes de ir na consulta. 

Esses dados mostram a mudança do comportamento do consumidor. Além da confiança e do relacionamento a longo prazo citado no começo do texto, os pacientes estão procurando por diferenciais antes de se fidelizar a uma clínica. 

A palavra da vez é satisfação. É preciso fazer com que o paciente saia do consultório com as suas duvidas solucionadas e com a sensação de que fez algo positivo para sua qualidade de vida. 

Se você alcançar esse nível de satisfação, seu paciente estará feliz e com muito mais chances de voltar quando precisar. Isso é a fidelização: ele se sentiu tão bem sendo atendido por você que nem pensará em outra clínica, caso tenha algum problema de saúde ou queira fazer um check up. 

Deu para ver que a chave para a satisfação do paciente digital está no atendimento, não é? Desde a recepção, como ele se sente na sala de espera até o momento da consulta. Tudo isso conta como a experiência do paciente. 

5 dicas para fidelizar pacientes digitais 

Um bom médico entende que fidelizar os pacientes digitais demanda dedicação, uma boa estrutura para realizar as consultas e um ótimo atendimento. 

Oferecendo esses itens, você passa a primeira impressão de que, além de se preocupar com a saúde e qualidade de vida, você também cuida do bem estar dos seus pacientes. 

Nossas 5 dicas podem parecer simples, mas você nem imagina a diferença que elas podem fazer no seu faturamento! Confira!

Ter autoridade no assunto

A fidelização pode começar antes mesmo do paciente chegar até a clínica. Isso é possível quando você mostra que é autoridade no assunto. 

Mas, como fazer isso antes da consulta? É só manter os meios de comunicação da sua clínica ativos. 

Hoje em dia, as redes sociais dão muito mais resultado do que entregar panfletos ou colocar faixas na rua. Por isso, é essencial mantê-las atualizadas e fáceis de encontrar no Google. 

Falando nele, o site de buscas tem uma ótima ferramenta: o Google Meu Negócio. Cadastre a sua clínica e, sempre que alguém procurar pela sua especialidade médica na região, seu consultório irá aparecer.  

Estar disponível ao paciente

De nada adianta estar presente em todas as redes sociais se seus pacientes digitais têm dificuldades em marcar consultas. 

Deixe sempre bem claro quais são os canais que você utiliza para atendimento e para agendar visitas, exames e tratamentos. 

Evitar atrasos também conta pontos para o seu negócio, já que essa é uma reclamação unânime entre os pacientes. Atrasar uma consulta pode manchar a reputação da sua clínica, ainda mais se os pacientes estiverem com dor ou algum problema grave de saúde.

Para facilitar seu dia a dia e garantir um atendimento de excelência para seus pacientes, procure plataformas que agilizem o atendimento, como a Amplimed.

Clareza na comunicação com os pacientes

Existe uma ótima técnica para se trabalhar com os pacientes e garantir a fidelização: a Metodologia SCOT. A sigla significa Segurança, Clareza, Objetividade e Transparência. 

Esses devem ser os pilares do atendimento dentro do seu consultório. Para transmitir segurança, é necessário ouvir o paciente para responder suas questões de forma adequada e passar confiança. 

As pessoas procuram um médico para entender o que está acontecendo no seu organismo. Por isso, o melhor jeito de explicar a situação é sempre da forma mais simples possível. Assim, você garante que o paciente entenda pelo que ele está passando, porque aquilo está acontecendo e o que ele precisa fazer para melhorar. 

Mesmo assim, não precisa ficar dando voltas na explicação. Seja direto e garanta que o paciente não saia com dúvidas do consultório. Informações precisas transmitem honestidade. 

Essas dicas farão com que o paciente saiba que pode contar com você para ter uma qualidade de vida melhor e não sinta vergonha de tirar as dúvidas. 

Saber o que eles pensam de você para contornar possíveis crises

Lembra que mencionamos a satisfação dos pacientes digitais no texto? É agora que você vai aprender como ter uma noção maior sobre a opinião dos outros sobre a sua clínica. 

Enviar SMS ao final da consulta é uma ótima opção. Envie uma mensagem de texto para o paciente, pedindo que ele responda uma avaliação gratuitamente sobre o seu atendimento.

Muitas pessoas acham que ninguém mais utiliza o SMS, mas ele é uma ferramenta poderosa na hora de lembrar datas e horários de consultas e exames também.

Você pode ir além e mandar felicidades no aniversário dos pacientes e fazer campanhas de conscientização, como o Outubro Rosa ou Novembro Azul, por exemplo. 

Outra saída com o mesmo objetivo é o email. Ele é mais personalizável, então você pode criar coisas diferentes, como boletins informativos. 

Ter uma clínica ou consultório que acompanha a tecnologia

A tecnologia é uma grande aliada na hora de fidelizar os pacientes digitais. É com ela que você consegue manter uma relação mais próxima com as pessoas, desejando um feliz natal na hora certa, promovendo ações de conscientização online ou atividades de prevenção. 

Além disso, a tecnologia também facilita o dia a dia para que você se preocupe apenas em oferecer o melhor atendimento possível para os seus pacientes. 

Hoje, existem diversos sistemas e softwares para gestão de clínicas e consultórios médicos. Veja as opções e escolha uma plataforma de confiança. 

Conclusão 

Você aprendeu algumas dicas essenciais para fidelizar os pacientes digitais. É importante ressaltar que, mesmo com todas essas vantagens é necessário que o sistema escolhido deve seguir as regras da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. 

Quer praticidade para a sua clínica? Faça um teste grátis!

Iniciar teste gratuito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.