Assine a newsletter
e receba nossos
conteúdos.

Assine a newsletter

Relações públicas para clínica médica: o que é e quando usar esse recurso?

Tempo de leitura: 8 minutos

Antes de aprofundarmos o conhecimento para entender a necessidade das relações públicas para clínica médica é preciso primeiro compreender do que se trata essa área e como ela tem sido aplicada no dia a dia em organizações de diversos ramos. 

O trabalho de Relações Públicas dentro de empresas é utilizado para construir uma boa imagem da organização entre diferentes públicos, ou seja, tanto internamente quanto externamente. 

O objetivo é com que todas as pessoas que entram em contato com a marca tenham dimensão da visão, do propósito e do que ela oferece. 

Esse trabalho também é necessário na divulgação e preservação dessa imagem ao longo dos anos. 

É a partir do amplo conhecimento em comunicação e tendências do mercado que os profissionais que trabalham com relações públicas definem estratégias e oportunidades para transmitir os conceitos de uma marca. 

Também é possível mapear públicos que sofrem alguma influência da empresa, desde o ponto de vista geográfico, jurídico e interesses comerciais. 

Essa atuação acontece em um formato de 360 graus. As técnicas podem ser utilizadas para falar com:

Colaboradores internos: na intenção de repassar informações valiosas para o bom funcionamento das rotinas da empresa. Essa comunicação pode ser feita por meio de avisos, cartazes e até podcast. 

Imprensa: para divulgar as principais ações da empresa que possam ser de interesse público por meio de textos estratégicos que unem informações globais e empresariais, os chamados releases. 

Mídias Sociais: para ter mais um canal de expressão dos valores, princípios e serviços oferecidos que pode atingir tanto o consumidor final quanto possíveis novos clientes. São utilizados vídeos, artes e textos adaptados à linguagem do mundo online. 

Governo: para construir um relacionamento contínuo com órgãos públicos para formular políticas públicas, alertar sobre normas e inconstitucionalidades.  

Investidores ou parceiros: o profissional que atua com relações públicas também consegue desenvolver estudos para analisar e definir parcerias com outras marcas ou com pessoas que podem introduzir capital na empresa. 

Tudo que o texto trouxe até aqui, é colocado em prática no Brasil desde 1950, quando as multinacionais instaladas em solo brasileiro começaram a criar um departamento específico para fortalecer as atividades no país. 

Muitas companhias já se beneficiaram dessa classe profissional, inclusive a área da saúde. Contratar um serviço de relações públicas para clínica médica pode ser essencial para subir mais um degrau no desenvolvimento do seu consultório. 

O que é o trabalho de relações públicas para clínica médica?

Quem trabalha com medicina sabe que está lidando com informações e situações sensíveis o tempo inteiro. Seja desde os dados dos pacientes, passando pelo tratamento de doenças, até na descoberta, fabricação e distribuição de medicamentos venosos e orais. 

Se tratando de algo tão delicado quanto a saúde, sabemos que todo cuidado é pouco! É nessa própria característica da medicina que nasce a necessidade de ter o acompanhamento constante de uma equipe especializada em transmissão de imagens e posicionamento dos estabelecimentos de saúde. 

São os relações-públicas que vão utilizar as mais variadas estratégias para comunicar o que seu consultório realmente é. A credibilidade, por exemplo, vem por meio de uma construção comunicacional. 

A CEO da RelatioNOW, Vanessa Denardi, contou nesse texto que a única forma de alcançar resultados positivos é se comunicando com alto nível de profissionalismo, item que somente os profissionais dessa área podem trazer. 

A utilização de relações públicas para clínica médica pode servir como uma espécie de gestor de relacionamento, unindo o marketing e ações estratégicas claras e objetivas. Como definiu a revista do curso de Relações Públicas da Faculdade de Comunicação Social da PUC do Rio Grande do Sul. 

Para você conseguir entender a dinâmica com mais facilidade, podemos pensar no Programa de Relações Públicas que foi implementado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. 

O trabalho dos relações-públicas começa logo na recepção, pois estudam sobre todo os atendimentos feitos pela instituição e criam treinamentos a recepcionistas para que sempre consigam acolher e direcionar os pacientes que chegam. 

Criaram uma ligação entre o HC e os jornalistas por meio da assessoria de imprensa, ofertando grande quantidade de pautas e entrevistas que possam ser veiculados nos tradicionais meios de comunicação.

O Programa também passa rotinas administrativos e por eventos, como comemoração de datas festivas ou ainda elaboração de simpósios, cursos e mesas de debate. 

Quando falamos de relações públicas para clínica médica, não estamos falando somente sobre o trabalho que pode ser feito com a instituição, mas também com todos os profissionais médicos que compõe o quadro organizacional. 

Logo após contratar esse tipo de serviço, por exemplo, é preciso identificar as especialidades que cada um atende para definir o porta-voz, ou seja, quem vai ser o responsável para falar com públicos externos, com colaboradores, fornecedores e clientes sobre determinada situação do consultório. 

Como os meios de comunicações existem em grande quantidade, cada médico pode ocupar o espaço que melhor se adaptar, desde entrevistas na TV, no rádio, lives nas redes sociais. 

Esse direcionamento também ocorre em caso de reuniões com empresários ou quando é necessário formar uma ponte entre a gerência da clínica com o quadro de funcionários. 

Quando posso usar relações públicas para clínica médica?

A resposta para essa pergunta é um tanto quanto simples: você sempre pode utilizar relações públicas para clínica médica! Esses são alguns casos específicos em que os consultórios costumam recorrer a esses profissionais: 

1 – Quando a clínica quer constituir uma imagem na imprensa 

Expor conhecimento por meio de texto ou dos profissionais que trabalham com você pode ser um ótimo caminho para conquistar duas coisas: reputação de especialista e potencial atração de novos clientes ao passo que a audiência da imprensa pode se interessas pelos seus atendimentos. 

2 – Quando a clínica quer criar uma comunicação mais assertiva entre os colaboradores 

Como dizia Chacrinha, um dos mais importantes comunicadores brasileiros, “Quem não se comunica, se trumbica”. Quantas tarefas seriam mais fáceis de executar durante o expediente se os erros de comunicação diminuíssem? 

Quanto tempo você economizaria com essa mudança? Vamos além… quanto dinheiro poderia ser poupado ou utilizado em outro setor se não fossem os retrabalho?

3 – Quando a clínica passou por uma crise 

Vamos imaginar que você teve um problema de superlotação de agendamento, vazamento de dados ou perdeu resultados de exames por uma falha. Qualquer uma dessas situações são grandes potenciais de gerar dor de cabeça e mexer com a percepção que os pacientes têm do seu consultório. 

É nesse momento que as técnicas de relações públicas para clínica entram em ação na tentativa de conter a crise e ressignificar a imagem da instituição e dissipar qualquer correlação negativa que possam fazer.

4 – Quando a clínica quer instaurar autoridade e domínio de temas e técnicas nas redes sociais 

Até 2021, o Instagram tinha mais de 99 milhões de brasileiros utilizando a plataforma. O Brasil é o 4º país com mais usuários no Facebook. No LinkedIn é ainda mais intenso: 3º lugar no número de usuários, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Os números demonstram a real necessidade de fazer parte do mundo online com conteúdo de qualidade que demonstre domínio nas áreas de atuação do consultório. 

Como escolher a melhor empresa de relações públicas para a sua clínica médica?

Talvez seja interessante contratar uma empresa que já tenha o costume de aplicar as técnicas de relações públicas para clínica médica. Esse detalhe pode facilitar os processos de criação de estratégia e análise de mercado, já que estão familiarizados com particularidades da área médica. Você também pode observar:

  • Cases de sucesso para ver se algum deles tem alguma semelhança com os objetivos que você quer atingir e com a estrutura do seu consultório; 
  • Principais habilidades dos profissionais para ter certeza que eles têm domínio na área da saúde; 
  • Quais são os recursos tecnológicos oferecidos 
  • Se estão adaptados ao modelo 360º para entregar resultados em todas as vertentes, desde comunicação interna até parceira com influenciadores. 

Essas são algumas dicas de comunicação que gerar uma expansão na sua área de atuação e lapidar cada vez mais o seu consultório. 

A Amplimed preparou um e-book sobre Marketing Médico. Preencha agora o formulário para ter acesso a mais dicas para potencializar as atividades da sua clínica! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.